Comprar carro financiado ou adquirir um Consórcio, Eis a questão?

Todo brasileiro sonha com um carro novo, e realmente a aquisição de um carro é a realização de um sonho de muitas pessoas, mas há algum tempo  venho me fazendo uma pergunta que não quer calar:  Vale a pena financiar um carro?

 

  E eu como uma pessoa experiente neste assunto respondo na   minha opinião que “não”, pois depois que terminei de  pagar meu carro em julho do ano passado, resolvi fazer umas continhas e descobri  que paguei 1 carro e meio ( isto mesmo gente??!!) Se você tiver um financiamento  faça a conta  apenas por curiosidade.

Não estou fazendo apologia quanto a  não compra do carro, mas sim da aquisição de forma inteligente, e por isso gostaria de dividir com vocês a minha  recente descoberta .

Recentemente li uma matéria publicada no jornal da folha tratando-se do momento dos consórcios, e se pode dizer que este é o momento.

Em suma os consórcios, podem funcionar como um financiamento,  porém com um juros bem menor, pois ao invés do juros paga-se as taxas de administração.

Conforme o autor consórcios são uma ótima opção enquanto os juros estiverem altos portando aproveitem o momento.

Pra esclarecer melhor a questão, vamos falar em números:

Se você adquirir uma carta de crédito no valor de R$ 100 mil, no prazo de 100 meses  com uma taxa de administração de 20%, pagará 100 prestações de 1.200,00.

Enquanto se adquirir um financiamento no mesmo prazo e valor,  mas com a  taxa de juros de 1% ao mês,  você pagaria prestações de R$ 1.571, ou seja,  optando pelo consórcio haveria uma economia mensal de R$371,00 e no período do financiamento de R$ 37.100,00, uma bela economia não?!

Eu sou super a favor de realizarmos nossos sonhos, conquistarmos bem materiais, mas que tal fazermos de forma inteligente.

E você qual a sua experiência sobre este tema, vamos compartilhar?

Beijos e uma  ótima semana à todas.

 

Fonte: Jornal folha de São Paulo, caderno folhainvest B8

 

 

 

 

 

Sobre Luciana

Consultora Tributária, Formada em Ciências Contábeis com pós-graduação em Direito Tributário e com cursos na àrea de Finanças Pessoais. Montou o blog para auxiliar todas as mulheres e homens que tem dificuldade em se planejar financeiramente. Esclarecendo dúvidas sobre finanças pessoais, investimentos e a bolsa de valores, através de dicas e experiências vividas.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

8 respostas para Comprar carro financiado ou adquirir um Consórcio, Eis a questão?

  1. Danilo disse:

    Bom, eu quero comprar um carro, mas não tenho muito dinheiro nem disponibilidade para esperar ser contemplado. E aí!? Fico sem carro por 5 anos (no máx.)??

    Cada caso é um caso. Por exemplo, você pode comprar os ingredientes, pagar 20 reais e fazer uma torta de morango com castanhas, ou pagar 20 reais por um pedaço na “Doces Sonhos” (doceria aqui em Salvador). Qual seria melhor para VOCÊ? Depende: Eu não sei fazer tortas, nem bolos, somente ovos (rs), então vou lá e como um pedaço delicioso e “me contento” em gastar esse valor.
    O valor alto dos juros se dá pela possibilidade do dinheiro rápido e na mão. Se você tem conhecimento e quer pagar, pague.

    Meu conselho? Estude. Faça contas. Pesquise os juros. Pior do que pagar muito é pagar muito sem saber ou empreender dinheiro da maneira errada.

    Outro exemplo: Uma amiga comprou um carro recentemente. Um Gol 2 portas, “seco”, ano 1997 e vai pagar um financiamento de 60x de 700,00 (aprox.). Total: 42.000,00. Eu acho que isso sim é errar, pois o benefício de longe compensa o custo. O carro é usado e “batido” (bastante usado) e logo ela vai perceber o fato de não ter os benditos acessórios (ar-dir-4 portas).

    Agora pagar 60×529,00 +entrada de 4000,00 (Total: 35.740,00) em um Ford Focus Hatch completo por exemplo, já compensa mais, pois você terá um carro realmente confortável.

    Resumo: sempre será melhor fazer um consórcio do que financiar, porém você deve analisar a sua necessidade e disponibilidade financeira.

    Um grande abraço e parabéns pelo seu blog!!

    • Luciana disse:

      Danilo
      Muito obrigada pela colaboração e participação. Realmente concordo com você que esperar 5 anos ou mais para ser contemplado, realmente é complicado mesmo e infelizmente em nossa cultura financeira ainda não temos este hábito.E pagar o juros do financiamento nem pensar né.
      Mas como você mesmo comentou e concordo é que tudo vai da necessidade de cada um e para quem está pensando em financiar, vale mais a pena fazer as contas e fazer um consórcio pois o juros está muito alto. O importante é saber qual é o seu momento e as prioridades de cada um, além de colocar todos os gastos com a aquisição do veículo (combustível, seguros, multas e etc)na ponta do lápis.
      Abraços e muito obrigada.
      Lupaixão

  2. Rafael disse:

    sou vendedor de consórcio ótimo ver isso publicado pois falo para os possíveis clientes que visito e eles pensam que é papo de vendedor.

    • Luciana disse:

      Rafael
      É verdade, o caso é que as pessoas muitas vezes não querem esperar o prazo de contemplação e aí optam por ter um carro financiado e pagar um juros exorbitante, o negócio é fazer conta.
      Abraços e obrigada pela contribuição.

  3. Paty Lenny disse:

    Bom, meu marido fez um consórcio antes de nos casarmos, mas desistiu, até hoje não recebeu o valor que pagou para o consórcio. E ele só me falou coisas ruins sobre fazer consórcio. Estamos pagando o financiamento de um carro, e desde que compramos sabíamos que íamos pagar bem mais que o valor que o carro valia. então ele disse que era aúltima vez que faria isso. Agora guardamos dinheiro para poder quitar esse carr e comprar um outro à vista.
    Acho que guardar e comprar à vista é ainda melhor que comprar por consórcio não. Das duas formas temos que esperar mesmo.
    O que me diz?

    • Luciana disse:

      Patty

      Na minha opinião compra à vista sempre é o melhor negócio ate porque você poderá negociar um bom desconto. Mas na questão do consórcio direcionei o artigo para aqueles que tem a intenção de fazê-lo ou adquirir um financiamento e neste caso na minha opinião se a pessoa puder esperar vale a pena o consórcio.
      Quanto ao caso do consórcio do seu marido infelizmente uma das regras é que em caso de desistência o valor a ser ressarcido sera apenas no final da contemplação do grupo.
      Enfim, comprar à vista é o melhor negócio mas pra quem não tem o hábito de guardar grana e precisa de um boleto entendo que o consórcio valha a pena.
      Beijos e muito obrigada por contribuir.

  4. Ana disse:

    Luciana,
    Boa noite,
    Estou começando a organizar minhas finanças. EStive lendo o seu blog e achei bem bacana. Ainda tenho MUITAS duvidas sobre contas, financiamentos e investimentos. Em linhas gerais, tenho um carro quitado e novo mas que gasta muito combustível, um financiamento imobiliário de altas parcelas, uma pequena dívida em CDC, um previdencia privada e um consorcio de carro. Fiz este consorcio há uns tres anos seguindo conselhos da minha mãe e da gerente do banco e agora fui contemplada. Segundo a gerente do banco, eu poderia continuar com ele que agora ele vai começar a render. Esou cheia de dúvidas, gostaria da sua opinião, pensei nas seguintes opções:
    – Vender meu carro atual e colocar o dinheiro no financiamento imobiliário (segundo a simulação, posso diminuir um pouco a prestação ou dois anos dos 15 anos) e comprar um carro com a carta de crédito mais barato e que gaste menos.
    – “Sacar” o dinheiro do consórcio e pagar boa parte dos CDCs, mas ficar sem nenhuma reserva. Existe uma previsão de eu receber um dinheiro em dezembro com o qual eu quitaria estes CDCs, mas até lá são muitos juros, né?
    – Continuar pagando o consórcio contemplado e deixá-lo rendendo sobre o valor total (como minha gerente orientou).
    O que vc acha?
    Obrigada
    Ana

    • Luciana disse:

      Ana
      Em primeiro lugar Parabéns pela iniciativa de reorganizar as sua finanças este é o primeiro caso pra tudo dar certo. Dúvidas são normais no caminho eu até hoje tenho muitas também, mas vamos lá. Primeiro recomendo que você liste todas as suas dívidas e quanto for elaborar este controle relacione com os valores dos juros pagos em termos percentuais, assim você saberá qual a dívida que hoje está levando seu dinheiro embora, em segundo lugar antes de vender o carro verifique qual o valor que você conseguirá nele e quanto será a sua economia com o veículo novo (IPVA, Seguro e outras despesas), tente se possível diminuir o uso do carro também.
      A prestação do seu financiamento imobiliário cabe dentro do seu orçamento? Se sim deixe por enquanto esta dívida de lado. O que vodcê acha de amortizar os valores destas parcelas com o dinheiro extra que receberá .
      Vamos priorizar o pagamento do CDC assim será uma dívida a menos, existe a possibilidade de sacar o dinheiro da previdência e quitar estes CDC? Outra coisa quanto a carta de consórcio, o valor da prestação do consórcio também cabe no seu orçamento?
      Enfim a primeira coisa a fazer é listar as dívidas por ordem do maior juros pagos ao menor, listar suas receitas, elaborar seu orçamento, listar os valores extras.
      Se quiser podemos marcar um encontro pessoalmente para lhe dar uma consultoria gratuita, ok? entre em contato comigo pelo e-mail: mulheresinvestidoras@gmail.com.
      Beijos e espero tê-la ajudado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s