VIVER A VISTA, VAMOS PRATICAR POR UM MÊS??

Oi Gente tudo bom?

Com meu processo de educação financeira, adquiri muitos hábitos e um deles foi  viver à vista, ou seja, não pagar as contas com o cartão de crédito ou limite de banco, gente como é difícil, preciso confessar.

 

Mas só assim consegui ter noção do quanto gastava  me auto-financiando e depois tendo que pagar as dívidas a longo prazo que adquiri, e tentando entender  como as adquiri ( barzinhos, roupas, e outras quinquilharias que nem sei o que comprei e não as tenho também). E neste momento me deparei com a seguinte pergunta, Como isto aconteceu? 

Mas continuando a questão do novo hábito, quando comecei a pagar o que comprava à vista parece que perdi o prazer de realizar as compras, e foi ali que percebi que é bom não ter consciência financeria, mas é muito melhor dormir com todas as suas contas pagas e com um dinheiro guardadinho.

Eu descobri que sou uma pessoa que não pode andar com o cartão de crédito a mão, então a minha forma de tirar este instrumento da minha vida, foi viver à vista e eventualmente quando a situação realmente exigia  eu o utilizava.

A minha entrevista no valor econômico aconteceu em razão disto, pois na INVESTCAMP estávamos conversando sobre o mal uso do cartão de crédito, e eu dei meu depoimento falando como cuido do meu, e algumas pessoas até me criticaram falando que o problema não era o cartão mas sim eu, admito que o problema era o mal uso dele e entendo que este tenha sido o meu primeiro grande passo. Agora vocês devem estar se perguntando:  Onde ela deixou os cartões neste período?

Não foi no congelador como a Beck Bloom (personagem principal dos delírios de consumo de Beck Bloom),  mas sim na casa da minha tia querida que me ajuda em todos os momentos da minha vida.

Só para terem idéia da situação o planejamento funciona assim: ela mora a 50 minutos da minha casa, e durante a semana trabalha e chega tarde ou dorme no trabalho, aí já viu né inviável utilizá-lo. Então foi esta a forma que aprendi para viver à vista, pois demora tanto pra poder comprar com o cartão que a vontade desnecessária passa.

E assim consegui guardar dinheiro e começar meus investimentos, então a minha dica de hoje é:

– Faça seu orçamento e descubra o que está drenando o seu dinheiro e a realização dos seu sonhos;

– Não se envergonhe de entregar a alguém ou até mesmo quebrar o seu cartão de crédito, vergonha é comprar e não poder pagar;

– Viva à vista, se planeje para as suas compras, é difícil  mas não impossível;

E o meu desafio deste post é Vamos viver à vista por um mês? Depois me mandem seu comentários.

Bjs e um ótimo início de semana à todos.

Sobre Luciana

Consultora Tributária, Formada em Ciências Contábeis com pós-graduação em Direito Tributário e com cursos na àrea de Finanças Pessoais. Montou o blog para auxiliar todas as mulheres e homens que tem dificuldade em se planejar financeiramente. Esclarecendo dúvidas sobre finanças pessoais, investimentos e a bolsa de valores, através de dicas e experiências vividas.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

18 respostas para VIVER A VISTA, VAMOS PRATICAR POR UM MÊS??

  1. Naelyan disse:

    Luciana!!!

    Conheci seu blog hoje, mas seu post bateu direitinho com o momento que estou vivendo. Eu sempre tive mania de parcelar meus pagamentos com cartão, embora tivesse dinheiro no momento para pagar a vista. Resultado? Eu sempre tenho faturas com valor alto para perder de vista.
    Por isso eu e meu marido combinamos que agora só pagando a vista. E começamos fazendo isso este mês.
    Dezembro, quando terminam minhas compras parceladas, eu espero não ter mais nenhum parcelamento na fatura.

    Boa sorte para todas nós!

    • lupaixao76 disse:

      Muito obrigada Naê, acompanho su blog direto e realmente eu descobri que o cartão de crédito pra mim era o maior vilão. Pra podermos guardar é necessário conhecer o que nos faz mal e cortá-lo pela raiz.

      Beijos e obrigada pelo comentário.

  2. DANIEL DOS SANTOS MARINHO disse:

    GOSTEI MUITO DAS SUAS SUGESTÕES, E ESTOU INDO BEM! JÁ QUEBREI DOIS CARTÕES E ESTOU CONTROLANDO AS FINANÇAS. POSSO AFIRMAR QUE AS COISAS ESTÃO MELHORANDO. MAS, COMO ACHEI ESTE BLOG? ESTAVA PROCURANDO MULHERES INTELIGENTES E INVESTIDORAS, MELHOR, AQUELAS QUE REALMENTE SE AMAM, E QUE QUEREM UMA QUALIDADE DE VIDA SATISFATORIA, POIS, EU E MINHA ESPOSA SOMOS CONSULTORES DE UMA MULTINACIONAL QUE TRABALHA COM PRODUTOS QUE ELIMINAM OS INCOMODOS DOS DIAS MENSTRUAIS E OS DEMAIS, NÃO SÃO REMEDIOS, NEM VITAMINAS, É ALGO FANTASTICO E EXISTE HÁ 21 ANOS E ESTÁ PRESENTE EM 83 PAISES! PERGUNTO? VOCÊ PASSA POR ESTA SITUAÇÃO, OU CONHEÇE AMIGAS E AMIGAS DE SUAS AMIGAS QUE SOFREM DE CÓLICAS MENSTRUAIS? TPM? STRESS? CASO TENHA INTERESSE E/OU SUAS AMIGAS, TEREI O MAIOR PRAZER EM VOS VORNECER INFORMAÇÕES, POIS, MEU OBJETIVO É AJUDAR A TODAS AS MULHERES A VIVIR MELHOR E COMEÇEI COM A MINHA ESPOSA! ATT. DANIEL MARINHO.

  3. Pingback: Valores Reais » Você “vaporiza” seu salário líquido?

  4. Ediana Gambin disse:

    Gostei muito do blog. Dicas super intereesantes…

  5. Pingback: Ó nóis qui tra vêis! | Viviane's Fairytale

  6. T3 disse:

    Oi Luciana, tudo bem?

    Achei o seu post interessante.

    Felizmente eu já passei dessa fase há uns 3 anos. E posso te afirmar que o cartão de crédito era sim um dos principais vilões. Na minha opinião esse problema generalizado (que a maioria dos brasileiros tem) se dá devido à ausência total de educação financeira que culturalmente recebemos.

    Entretanto, tenho algo a acrescentar.
    O cartão de crédito só é problema se mau usado. Se bem usado, pode se tornar um ótimo benefício. Os programas de recompensas pelo uso de cartões de crédito tem dado um retorno muito interessante a quem sabe como utilizar (meu ponto principal aqui é sobre a questão de milhas para viagens aéreas).

    Nas últimas instâncias, pra quem não sabe ou tem muitas dificuldades, eu recomendaria tratá-los como a qualquer outro tipo de droga: se abstenha por um longo período (dois ou três anos pelo menos).
    Mas como cartão de crédito não é droga, use esse tempo para arrumar as finanças, aprender como lidar com dinheiro, orçamento mensal, investimentos (pelo menos o básico) e aí sim, aproveite as vantages do cartão de crédito.

    Hoje eu pago tudo o que posso no cartão de crédito e isso não me causa o mínimo problema. O segredo, penso eu, é ser guiado pelo orçamento, e não pelo limite do cartão de crédito. Seguindo essa regrinha básica, o uso dos cartões de crédito passa a ser apenas uma forma de maximizar os seus ganhos (sim, passagens gratuitas para a Europa a cada um ou dois anos, por exemplo).

    Meninas (e meninos) dominadas pelo crédito do cartão: *abstinência* por 3 anos antes de tentar isso, ok? Juízo!

    Bjo Luciana!
    T3

    • lupaixao76 disse:

      Olá tudo bom?
      Realmetne concordo com você que o cartão de crédito é muito bom e tem muitas vantagens, mas como você mesma citou temos que tirá-lo de circulação por algum tempo, como os viciados em alcool, drogas e etc.

      Eu ainda estou no inicio da recuperação e por enquanto ele está guardadinho, mas para aqueles que tem controle, recomendo: utilizem com sabedoria.

      Abraços e Parabéns pela virada.

  7. Milmaia disse:

    Como se aprende a investir na bolsa? que sites vc recomenda?

  8. Muito legal seu post! Acho que vou começar a deixar meu cartão em casa. Não que eu não consiga pagar. Mas compra muita coisinha boba só porque ele está logo ali, na carteira.

    Ah, sou nova por aqui, mas já vou guardar nos favoritos. ADOREI!

    • Luciana disse:

      Paty

      Seja muito benvinda a casa é nossa.
      Olha quanto ao cartão de crédito vale a pena às vezes deixá-lo em casa, assim se realmente quisermos algo voltamos no outro dia e compramos, né. bjs Luciana

  9. Voltei hoje, com uma coisa que está me intrigando. Uma amiga minha estava dizendo que ela e o marido compram tudo com cartão de crédito e fazem o controle dos gastos e pagam a fatura completa e direitinho todo mês. E que isso é muito bom e é o caminho, pois eles acumulam muitas milhas e as usam para pagar passagens para suas viagens todos os anos. Daí eu fiquei me perguntando se isso é um pensamento bom ou medíocre. Pois tbm já me beneficiei de milhas, mas fiquei me perguntando se os ricos de verdade as usam e precisam delas pra alguma coisa. Ou seja, é melhor pagar a vista, até as passagens de avião e não ter milhas, ou é melhor usar o cartão controladamente, e depois ter milhas para usar?

    • Luciana disse:

      Paty

      A sua pergunta é otima e vale até um post que escreveri em breve. Na minha experiência descobri que o cartão de crédito foi o que me quebrou em razão de não ter controle de meus gastos com ele agora pra quem é controlado e sabe usá-lo nada mais justo do que utilizar os benefícios das milhas e outros programas, o recado deste post é de ter o controle de suas contas.
      Na minha opinião o cartão de crédito é um ótimo instrumento de crédito desde que as pessoas saibam usá-lo eu como não sabia parei por um bom tempo de usá-lo.

      Beijos!!

    • T3 disse:

      Eu não sei como os ricos fazem hahah

      Mas pra mim tem funcionado muito bem.
      Se ainda não leu, veja meu comentário sobre o assunto: https://mulheresinvestidoras.wordpress.com/2010/08/03/viver-a-vista-vamos-praticar-por-um-mes/#comment-20

      (E concordo com a Luciana no comentário dela).

      Valeu,
      T3

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s